(11) 4200-8045 / (11) 96996-6768 Rua Gen. Jardim, 846, 4° andar - Higienopólis – São Paulo/SP

CIRURGIA DE RUPTURA DO MÚSCULO GLÚTEO MÉDIO E MÍNIMO

Lesão do Glúteo Mínimo

Os músculos localizados na região do quadril são os glúteos mínimo, médio e máximo. É comum que dores na região do quadril acabem por ser associadas à bursite trocantérica, embora possam advir de tendinite, tendinopatia e da ruptura dos tendões dos músculos glúteos e lesão do glúteo mínimo. 

    Para compreender mais sobre a lesão do glúteo mínimo e médio acompanhe nosso texto e entenda sobre suas características e tratamento. 

SOBRE OS MÚSCULOS GLÚTEOS

Fundamentais na realização do movimento de marcha (caminhar), e durante corridas, os músculos glúteos são responsáveis pela manutenção do equilíbrio da bacia e do tronco. Outro papel importante é desempenhado pelo músculo glúteo máximo, que está ligado à extensão do quadril.

Já os músculos glúteos médio e mínimo realizam o movimento de abdução do quadril, fazendo o movimento “para fora”, ao serem ativados sem apoio da perna.

Um dos grandes problemas relacionados a estes músculos é que eles são muitas vezes deixados de fora das atividades relativas ao reforço muscular. Como consequência disso, até mesmo atletas profissionais acabam apresentando fraqueza nos músculos glúteos, e não praticam exercícios de reforço.

Nesses casos, quando há deficiência funcional de tais músculos, a articulação do quadril, bem como as articulações adjacentes, acabam por ficarem sobrecarregadas com a mudança nas forças sobre elas.

Quando se trata de um caso de tendinites ou de rupturas, os tendões que geralmente são afetados são os tendões dos músculos dos glúteos médio e mínimo.

Semelhantemente aos casos de rupturas que afetam o manguito rotador do ombro, essas lesões, dos músculos glúteos, podem diferir de acordo com a extensão, podendo acarretar na substituição do tecido muscular por gorduroso em casos de ruptura crônica.

Boa parte das vezes quando há a ruptura dos tendões glúteos, ela é crônica, sendo possivelmente ligada a uma degeneração tendínea. Também há casos menos frequentes, nos quais há um mecanismo de trauma agudo, presente em movimentos abruptos e acidentes.

SINTOMAS

Quando o paciente sofre de lesões dos tendões glúteos, é comum que ele se queixe de uma dor na região lateral do quadril. Possivelmente ele também sentirá fraqueza na força de abdução. Se for aplicada pressão diretamente sobre os tendões laterais de seu quadril a dor que ele sente aumentará de intensidade.

A bursite trocantérica também tem apresentação clínica semelhante, porém os sintomas da lesão de tendões glúteos são mais intensos e com maior duração.

Não existe qualquer relação direta entre o tamanho da ruptura tendínea e a intensidade que os sintomas apresentam. Assim como nos casos que envolvem tendões do ombro, as rupturas que são menores, são frequentemente mais dolorosas do que as rupturas mais extensas.

É importante lembrar que as lesões tendíneas nos glúteos, e a bursite trocantérica, não são a única possível fonte de dores laterais no quadril. As causas podem ter origem em problemas intra-articulares, metástases tumorais, ressalto externo do quadril, bem como outras doenças.

Por isso é necessário que as abordagens diagnósticas feitas incluam todas as camadas do quadril.

EXAMES

O diagnóstico da ruptura dos tendões abdutores é feito com base no exame clínico. Para se eliminar as causas que não estão relacionadas ao caso, os médicos se valem de: Radiografias, ultrassonografias, tomografias, e ressonâncias magnéticas. A análise dos exames pode indicar a hipertrofia dos músculos vizinhos, o que ocorre para a compensação da função dos glúteos.

TRATAMENTO NÃO CIRÚRGICO

Em muitos casos o tratamento não cirúrgico das lesões dos tendões abdutores resulta em sucesso. Nesses casos se faz o uso de medicações, infiltrações e fisioterapia. Vale lembrar que tratamentos usados para bursite trocantérica também auxiliam nas lesões tendíneas.

TRATAMENTO CIRÚRGICO

Os casos nos quais o tratamento cirúrgico é indicado, são aqueles em que existem sintomas refratários ao tratamento conservador e redução de função. O tratamento cirúrgico envolve o reparo dos tendões afetados com a inserção de âncoras, e a remoção da bursa trocantérica. 

 Para a realização do tratamento cirúrgico é possível que se faça por maneira tradicional ou videoartroscopia. O reparo dos tendões na lesão do glúteo mínimo e médio pode ser impossível em alguns casos extremos, de modo que será necessária a realização de técnicas de transferências musculares. 

> Artroplastias > Tratamento e Cirurgias > Cirurgia de Ruptura do músculo glúteo médio e mínimo

Artroplastias