(11) 4200-8045 / (11) 96996-6768 Rua Gen. Jardim, 846, 4° andar - Higienopólis – São Paulo/SP

CIRURGIA DE TORNOZELO

 O tornozelo é uma articulação em dobradiça que conecta o pé com a perna, permitindo o movimento para cima e para baixo. Os ossos da tíbia e da fíbula da perna formam um compartimento no qual o osso talus se encaixa entre eles. O talus se conecta à tíbia e à fíbula através dos ligamentos. 

 O ligamento tibiofibular anterior se inclina para baixo, distalmente e lateralmente, entre as margens da fíbula e da tíbia. É um ponto logo acima do tornozelo, na qual esses dois ossos se encontram, e o ligamento segura os ossos da fíbula e da tíbia juntos (sindesmose).  

 É importante ter estabilidade entre a tíbia e a fíbula nesse ponto, porque andar e correr criam uma grande quantidade de força nessa junção. Lesões no ligamento tibiofibular anterior é menos comum do que o tradicional entorse do tornozelo, a avaliação individualizada se faz necessária para indicar uma cirurgia de tornozelo.

cirurgia-de-tornozelo

LESÃO DO LIGAMENTO TÍBIOFIBULAR ANTERIOR

ortopedista-para-idosos

Uma lesão da sindesmose no tornozelo (uma forma grave de torção do tornozelo), envolve o dano à ligamentos de suporte no tornozelo. Esse tipo de lesão também é conhecida como torção do tornozelo alto, porque ela ocorre nos ligamentos acima da junta do tornozelo. Com uma lesão da sindesmose do tornozelo, o ligamento tibiofibular anterior, que conecta os ossos da tíbia e da fíbula, é distendido ou até mesmo se rompe.  

 

A recuperação, até mesmo das lesões médias desse tipo, pode levar de seis a oito semanas. 

POR QUE ISSO ACONTECE?

Muitas lesões de ligamentos do tornozelo ocorrem quando o pé é “virado para dentro”. Quando todo o peso do corpo é colocado nos ligamentos do tornozelo lateral, o ligamento tibiofibular anterior se estica ou rompe, resultando em alta torção do tornozelo. Às vezes pedaços de osso também podem se partir junto com o ligamento. Em alguns casos a força dessa torção no tornozelo pode causar outros danos.  

 Os ossos em volta do tornozelo podem fraturar, um pedaço da cartilagem pode ser arrancado, outros ligamentos que se conectam aos ossos no pé podem se partir ou torcer, ou os tendões em volta do tornozelo podem ser danificados, em alguns casos necessitando de cirurgia de tornozelo

 

QUAL A SENSAÇÃO

As torções estão entre as lesões mais graves de pé e tornozelo, são as lesões da sindesmose. E elas também podem causar muitos problemas para pessoas que estão tentando retornar às suas atividades normais. Quando você torce o seu tornozelo, você sente uma dor aguda e localizada na lateral do tornozelo lesionado. Torções média e moderadas da sindesmose podem causar uma sensação parecida com de uma torção comum, à primeira vista. 

 Os sintomas incluem inchaço e dor na parte posterior do tornozelo e podem ser acompanhados de descoloração e machucados na pele. A dor se irradia para cima e ao longo do lado da parte inferior da perna, e o tornozelo pode parecer meio instável e fraco

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico de lesão do ligamento tibiofibular anterior normalmente é feito ao se examinar o tornozelo. O médico move o tornozelo em diferentes posições para checar a funcionalidade do ligamento em volta do tornozelo. O ligamento é tensionado ao se segurar a parte inferior da perna de modo a ficar parada. Enquanto isso o tornozelo é virado para fora.  

 Outro teste possível é feito ao se segurar a panturrilha logo acima do calcanhar e apertá-la. Qualquer dor associada com esse teste de aperto é uma indicação de uma lesão de ligamento. Se há suspeita de lesão da sindesmose, raios-x são usados, então, para determinar sua gravidade, e o aumento do espaço entre a tíbia e a fíbula irá confirmar o diagnóstico.. 

CIRURGIA

Quando é constatado pelo médico que a cirurgia de tornozelo é a melhor opção para tratar a lesão, alguns dos procedimentos adotados são os listados a seguir.  

 

Fixação com parafusos: A cirurgia de tornozelo para a lesão de sindesmose é feita para reparar a separação entre a tíbia e a fíbula. Não há barreiras separando a tíbia e a fíbula, o cirurgião pode simplesmente precisar colocar parafusos através dos dois ossos, segurando-os juntos, enquanto enquanto os ligamentos se recuperam.  

 Normalmente os cirurgiões usam um parafuso com uma cabeça grande. Isso possibilita a fácil remoção do parafuso depois de dois, ou três meses. 

 Incisão aberta da cirurgia de tornozelo: Se a tíbia e a fíbula estão separadas por detritos, o cirurgião pode ter que fazer uma incisão na parte extremidade frontal do tornozelo. Isso irá permitir que o cirurgião ache e remova qualquer tecido cicatricial ou outros detritos que estejam separando os ossos.  

> Artroplastias > Tratamento e Cirurgias > Cirurgia de Lesão do Ligamento Tibiofibular Anterior

Artroplastias