(11) 4200-8045 / (11) 96996-6768 Rua Gen. Jardim, 846, 4° andar - Higienopólis – São Paulo/SP
fratura-lisfranc

Fratura de Lisfranc

  • By:artroplastias
  • 2 Comments

Fratura-Luxação de Lisfranc

A fratura-luxação de lisfrancé uma das lesões mais graves que podem ocorrer no pé, trata-se de lesão relacionada a mecanismo de alta energia. A fratura de lisfranc recebe o nome do general Jacques Lisfranc de St. Martin que durante as gerras napoleônicas identificou lesão grave que ocorria em alguns soldados após queda do cavalo, devido a gravidade da lesão, principalmente das partes moles (músculos, tendões, nervos, artérias…), esses militares evoluíam com síndrome compartimental do pé, sofrendo infecção grave secundária e, por vezes, uma evolução mais trágica. O general Lisfranc descreveu a amputação no nível da articulação metatarsofalangeana para o tratamento dessa lesão no ano de 1847.

Fratura de Lisfranc

Atualmente a fratura de lisfranc é bem conhecida no meio ortopédico, com a evolução da ortopedia, atualmente compreendemos melhor a fisiopatologia, o diagnóstico e tratamento dessa lesão.

Quem sofre a fratura de Lisfranc na Atualidade?

Recentemente, temos notado que acidentes motociclísticos, quedas de altura e lesões em práticas esportivas (futebol americano, hugby…) são importantes causas da fratura de lisfranc.

Exemplo de caso em atleta do futebol americano

Atleta brasileiro que, durante uma corrida longa, sofreu tackle, seu pé estava preso ao solo em posição de flexão plantar e o jogador defensor caiu com seu peso sobre o pé do adversário.

Momento da lesão. Fratura de lisfranc
 

 

Esse mecanismo levou a uma energia de trauma no eixo axial do antepé que ocasionou a lesão do ligamento de Lisfranc. O paciente não conseguiu retornar àquela partida.


Note o inchaço do pé e a coloração roxa em algumas áeras (corresponde a equimose – lesão de pequenos vasos sanguíneos)
No dia seguinte procurou serviço médico onde foi diagnosticado com contusão simples. Porém após 1 dia de evolução o paciente apresentou piora significativa da dor e do inchaço, retornando para nova consulta ortopédica. Com o diagnóstico da lesão nesse momento, foi indicado o tratamento cirúrgico da fratura de lisfranc.

Nessa radiografia podemos notar o desalinhamento da articulação tarso-metatarsal do 2º raio.

Tratamento cirúrgico da fratura de lisfranc

O tratamento consiste basicamente em realinha o eixo do antepé e fixá-lo até que haja cicatrização completa do ligamento de Lisfranc.

Fixação com parafuso e fio metálico.
Após a cicatrização do ligamento, em torno de 12 semanas, foi realizada nova cirurgia para a retirada dos parafusos. Após cicatrização da pele, iniciado programa intensivo de fisioterapia. Após 2 meses aproximadamente, o paciente retomou a prática esportiva, com aumento da intensidade gradativamente. Atualmente retornou à prática de futebol americano.

Escrito por Especialista em Quadril

Feito por Marketing para Médicos

Posted in: Fraturas

Comentários

2 comentários para “Fratura de Lisfranc”

  1. luciana

    Gostei muito desse site. Parabéns pelo trabalho 🙂

    6 de setembro de 2018 - 21:49 #
  2. leonardo domingues

    boa tarde, fiz uma cirurgia a 5 semanas, estou sem apoiar o pé no chão, e fazendo gelo de 3 / 4 vezes ao dia.
    Porem meu pé, quando fica para baixo, ele fica mais escuro. É normal isso ?

    grato,

    léo

    7 de novembro de 2018 - 16:29 #

Deixe uma resposta

Artroplastias